quinta-feira, 24 de setembro de 2020

No dia 24 de setembro, aconteceu...

 

1896


 O nascimento de F. Scott Fitzgerald

Considerado um dos maiores escritores americanos do século XX.

(1896-1940)

Suas histórias, reunidas sob o título Contos da Era do Jazz, refletiam o estado de espírito da época. Foi um dos escritores da chamada "geração perdida" da literatura americana.

Romances


Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

domingo, 20 de setembro de 2020

Expositor (Juvenil)

 

 NOVIDADE:

O Clube dos Cientistas - Livro 13: Ataque Pré-Histórico

de Maria Francisca Macedo


Lançado em setembro de 2020

Autora distinguida pelo GLOBAL TEACHER PRIZE 2018 
(Prémio para o Melhor Professor de Portugal), 
com uma Menção Honrosa pelo elevado contributo para a Educação e Sustentabilidade Social.
Gostas de ler? Adoras aventuras e fazer experiências?

sábado, 19 de setembro de 2020

No dia 19 de setembro, aconteceu...

 

1991


  A descoberta de Ötzi ou a Múmia do Similau

           


 Múmia masculina bem conservada com cerca de 5 300 anos. Foi encontrada por um casal de alpinistas, nos Alpes orientais, num glaciar perto do monte Similaun, na fronteira da Áustria com a Itália 


Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

No dia 18 de setembro, aconteceu...

 

1861

             

É inaugurado, pelo rei D. Luís,  o Palácio de Cristal do Porto


Era feito de ferro e vidro (inspirado no Crystal Palace, de Londres) com projeto de Thomas Dillen Jones, Em 1951 foi demolido para dar lugar ao Pavilhão dos Desportos. Atualmente é conhecido como Pavilhão Rosa Mota. 

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

No dia 17 de setembro, aconteceu...

 

1901

             

O nascimento de José Régio


(1901-1969)

Foi um escritor, poeta, dramaturgo, romancista, novelista, contista, ensaísta, cronista, crítico, autor de diário, memorialista, epistológrafo e historiador da literatura português, para além de editor e director da influente revista literária Presença, desenhador, pintor, e grande conhecedor e coleccionador de arte sacra e popular.  


CÂNTICO NEGRO de José Régio

"Vem por aqui" - dizem-me alguns com os olhos doces

Estendendo-me os braços, e seguros

De que seria bom que eu os ouvisse

Quando me dizem: "vem por aqui!"

Eu olho-os com olhos lassos,

(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)

E cruzo os braços,

E nunca vou por ali...


A minha glória é esta:

Criar desumanidade!

Não acompanhar ninguém.

- Que eu vivo com o mesmo sem-vontade

Com que rasguei o ventre à minha mãe


Não, não vou por aí! Só vou por onde

Me levam meus próprios passos...


Se ao que busco saber nenhum de vós responde

Por que me repetis: "vem por aqui!"?


Prefiro escorregar nos becos lamacentos,

Redemoinhar aos ventos,

Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,

A ir por aí...


Se vim ao mundo, foi

Só para desflorar florestas virgens,

E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!

O mais que faço não vale nada.


Como, pois sereis vós

Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem

Para eu derrubar os meus obstáculos?...

Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,

E vós amais o que é fácil!

Eu amo o Longe e a Miragem,

Amo os abismos, as torrentes, os desertos...


Ide! Tendes estradas,

Tendes jardins, tendes canteiros,

Tendes pátria, tendes tectos,

E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...

Eu tenho a minha Loucura !

Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,

E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...


Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.

Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;

Mas eu, que nunca principio nem acabo,

Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.


Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!

Ninguém me peça definições!

Ninguém me diga: "vem por aqui"!

A minha vida é um vendaval que se soltou.

É uma onda que se alevantou.

É um átomo a mais que se animou...

Não sei por onde vou,

Não sei para onde vou

- Sei que não vou por aí!


Fontes:

 https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_R%C3%A9giosaber 

https://www.escritas.org/pt/bio/jose-regio

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

No dia 16 de setembro, aconteceu...

 

1837


O nascimento de D. Pedro V, "O Bem Amado"

  

Pedro V (pormenor), por W. Corden, Palácio Nacional da Ajuda



Foi curto e conturbado o reinado de D. Pedro V (1837-1861), o que não impediu que se transformasse num rei querido pela população, ficando com o cognome de “O Bem-Amado”.
D. Maria II, a mãe de D. Pedro, morreu durante um parto quando o futuro rei tinha apenas 16 anos. Este assume a coroa dois anos depois, em 1855, sendo confrontado com uma sucessão de epidemias que matam milhares de pessoas pelo país. O monarca não se deixa influenciar pelo medo e realiza constantes visitas a hospitais para confortar as vítimas.

O reinado fica marcado por polémicas que apaixonam a opinião pública portuguesa e causam mal-estar político e diplomático.

D. Pedro morre de febre tifóide apenas seis anos depois de subir ao trono. Não deixa descendência e a coroa passa para o irmão mais novo, D. Luís.

Fonte: RTP Ensina
Saber mais: https://ensina.rtp.pt/artigo/pedro-v/
 

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

No dia 14 de setembro, aconteceu...

 

1867

             

É lançado, na Alemanha, o primeiro volume de “O Capital”, obra mais importante do filósofo alemão Karl Marx.



(1818 - 1883)

   Os três volumes da obra:

  • Livro I - o processo de produção do capital (publicado originalmente em 1867)
  • Livro II - o processo de circulação do capital (publicado originalmente em 1885)
  • Livro III - o processo global da produção capitalista (publicado originalmente em 1894)


No dia 24 de setembro, aconteceu...

  1896   O nascimento de  F. Scott Fitzgerald Considerado um dos maiores escritores americanos do século XX. (1896-1940) Suas histórias, re...