sexta-feira, 29 de julho de 2022

Os 100 melhores livros de todos os tempos(Bokklubben World Library)

Em 2002, o Cube do Livro Norueguês organizou uma lista dos cem  melhores livros de todos os tempos, de acordo com as propostas de cem escritores de cinquenta e quatro países diferentes. Cada escritor selecionou dez livros. 
A lista procura refletir a literatura mundial, ao incluir livros de vários países, culturas e épocas. A ordem pela qual os livros estão listados não resulta de qualquer classificação ou categorização.  Os organizadores afirmaram que "todos os livros estão em pé de igualdade", exceto Dom Quixote, obra a que foi atribuída a distinção de "melhor obra literária já escrita".
A lista contem 3 livros em língua portuguesa: Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa; Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago; Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa.
Fiódor Dostoiévski é o autor com mais livros incluídos na lista (4), seguido de William Shakespeare, Franz Kafka e Liev Tolstói (3 cada). 


Lista: Título (título na língua original), Autor, (Ano | País | Língua do original)

  • Quando tudo se desmorona (Things Fall Apart), de Chinua Achebe (1958 | Nigéria | Inglês)
  • A Divina Comédia (La Divina Commedia), de Dante Alighieri (1308–1321 | Itália |Italiano)
  • Contos de Fadas, de Hans Christian Andersen (1835–37 | Dinamarca |Dinamarquês)
  • Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice), de Jane Austen | 1813 | Reino Unido | Inglês)
  • Molloy; Malone está  a morrer; O Inominável (trilogia) (Molloy; Malone Meurt; L'innommable), de Samuel Beckett (1951–53| República da Irlanda | Francês, Inglês)
  • Decameron, de Giovanni Boccaccio (1349–53 | Itália | Italiano)
  • Ficções (Ficciones), de Jorge Luis Borges (1944–86 | Argentina | Espanhol)
  • O Monte dos Vendavais (Wuthering Heights), de Emily Brontë (1847 | Reino Unido | Inglês)
  • O Estrangeiro (L’étranger), de Albert Camus (1942 | Argélia | Francês)
  • Poemas, de Paul Celan (1952 | Roménia, França | Alemão)
  • Viagem ao Fim de Noite (Voyage au bout de la nuit), de Louis-Ferdinand Céline (1932 | França | Francês)
  • Dom Quixote (El ingenioso hidalgo Don Quixote de La Mancha), de Miguel de Cervantes (1605 (parte 1), 1615 (parte 2) | Espanha | Espanhol)
  • Os Contos de Cantuária (The Canterbury Tales), de Geoffrey Chaucer (séc. XIV | Inglaterra | Inglês)
  • Contos, de Anton Tchékov (1886 | Rússia | Russo)
  • Nostromo, de Joseph Conrad (1904| Reino Unido | Inglês)
  • O Pai Goriot ou O Tio Goriot (Le Père Goriot), de Honoré de Balzac (1835 | França | Francês)
  • As Mil e Uma Noites (كتاب ألف ليلة وليلة إبله), de autor desconhecido (700–1500 | Índia/Irão/Iraque/Egito/TajiquistãoÁrabe
  • Epopeia de Gilgamesh (Sha naqba īmuru), de autor desconhecido (séc. XVIII–XVII a.C. | Suméria e Império Acádio | Acadiano)
  • Livro de Job (אִיוֹב, Iyov), de autor desconhecido (séc. VII – IV a.C. | Império Aqueménida | Hebreu)
  • Saga de Njáll (Brennu-Njáls Saga), de autor desconhecido (séc. XIII | Islândia | Nórdico antigo)
  • Grandes esperanças (Great Expectations), de Charles Dickens (1861 | Reino Unido | Inglês)
  • Jacques, o Fatalista (Jacques le fataliste et son maître), de Denis Diderot (1796 | França | Francês)
  • Berlin Alexanderplatz , de Alfred Döblin (1929 | Alemanha | Alemão)
  • Crime e Castigo (Преступление и наказание), de Fiódor Dostoiévsk (1866 | Rússia |Russo)
  • O Idiota (Идиот), de Fiódor Dostoiévsk (1866 | Rússia |Russo)
  • Os Possessos (Бесы), de Fiódor Dostoiévsk (1866 | Rússia |Russo)
  • Os Irmãos Karamazov (Братья Карамазовы), de Fiódor Dostoiévsk (1866 | Rússia |Russo)
  • Middlemarch (Middlemarch: A Study of Provincial Life), de George Eliot (1871 | Reino Unido |Inglês)
  • Homem Invisível (Invisible Man), de Ralph Ellison (1952 | Estados Unidos | Inglês
  • Medeia (Μηδεια), de Eurípides (431 a.C. | Grécia | Grego)
  • Absalão, Absalão! (Absalom, Absalom!), de William Faulkner (1936 | Estados Unidos| Inglês)
  • O Som e a Fúria (The Sound and the Fury), de William Faulkner (1929 | Estados Unidos | Inglês)
  • A Educação Sentimental (L'Éducation Sentimentale), de Gustave Flaubert (1869 | França | Francês)
  • Madame Bovary, de Gustave Flaubert (1857 | França | Francês)
  • Fausto, de Johann Wolfgang von Goethe (1832 | Saxe-Weimar | Alemão)
  • Almas Mortas (Мёртвые души), de Nikolai Gogol (1842 | Rússia | Russo)
  • O Tambor (Die Blechtrommel), de Günter Grass (1959 | Alemanha | Alemão)
  • Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa (1956 | Brasil | Português)
  • Fome (Sult), de Knut Hamsun (1890 | Noruega | Norueguês)
  • O Velho e o Mar (The Old Man and the Sea), de Ernest Hemingway (1952 | Estados Unidos | Inglês)
  • Ilíada (Ἰλιάς), de Homero (760–710 a.C. | Grécia | Grego antigo)
  • Odisseia (Οδύσσεια), de Homero (século VIII a.C. | Grécia | Grego antigo)
  • Casa de Bonecas (Et Dukkehjem), de Henrik Ibsen (1879 | Noruega | Norueguês)
  • Ulisses (Ulysses), de James Joyce (1922 | Irlanda | Inglês)
  • Contos, de Franz Kafka (1924 | Checoslováquia | Alemão)
  • O Castelo(Das Schloss), de Franz Kafka (1926 | Checoslováquia | Alemão)
  • O Processo(Der Prozess), de Franz Kafka (1925 | Checoslováquia | Alemão)
  • Shakuntala (Abhijñānaśākuntalam), de Kālidāsa (séc. I a.C. – séc. IV d.C. | Índia | Sânscrito)
  • O Som da Montanha (山の音 - Yama no Oto), de Yasunari Kawabata (1954 | Japão | Japonês)
  • Zorba, o Grego (Βίος και Πολιτεία του Αλέξη Ζορμπά), de Nikos Kazantzakis (1946 | Grécia | Grego)
  • Filhos e Amantes (Sons and Lovers), de D. H. Lawrence (1913 | Reino Unido | Inglês)
  • Gente Independente (Sjálfstætt folk), de Halldór Laxness (1934–35 | Islândia | Islandês)
  • Poemas (Canti), de Giacomo Leopardi (1818 | Itália | Italiano)
  • O Caderno Dourado (The Golden Notebook), de Doris Lessing (1962 | Reino Unido | Inglês)
  • Pipi das Meias Altas (Pippilotta Viktualia Rullgardina Krusmynta Efraimsdotter Långstrump), de Astrid Lindgren | 1945 | Suécia | Sueco)
  • Romanceiro Cigano (Romancero gitano), de Federico García Lorca (1928 | Espanha | Espanhol)
  • Os Filhos do nosso Bairro (أولاد حارتنا), de Naguib Mahfouz (1959 | Egito | Árabe)
  • A Montanha Mágica (Der Zauberberg), de Thomas Mann (1924 | Alemanha | Alemão)
  • Os Buddenbrooks (Buddenbrooks: Verfall einer Familie), de Thomas Mann (1901 | Alemanha | Alemão)
  • Cem Anos de Solidão (Cien Años de Soledad), de Gabriel García Márquez (1967 | Colômbia | Espanhol)
  • O Amor nos Tempos do Cólera (El amor en los tiempos del cólera), de Gabriel García Márquez (1985 | Colômbia | Espanhol)
  • Moby-Dick, de Herman Melville (1851 | Estados Unidos | Inglês)
  • Ensaios (Essais), de Michel de Montaigne (1595 | França | Francês)
  • A História (La Storia), de Elsa Morante (1974 | Itália | Italiano)
  • Beloved, de Toni Morrison (1987 | Estados Unidos | Inglês)
  • O Romance do Genji (Genji Monogatari - 源氏物語 ), de Murasaki Shikibu (1000–1012 | Japão | Japonês)

  • O Homem Sem Qualidades (Der Mann ohne Eigenschaften), de Robert Musil (1930–32 | Áustria | Alemão)

  • Lolita, de Vladimir Nabokov (1955 | Rússia/Estados Unidos | Inglês)
  • 1984 (1984 - Nineteen Eighty-Four), de George Orwell (1949 | Reino Unido | Inglês)

  • Metamorfoses (Metamorphoseon – Μεταμορφώσεις), de Ovídio (séc. I d.C. | Império Romano | Latim)

  • Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa (1928 | Portugal | Português)
  • Contos, de Edgar Allan Poe (século XIX | Estados Unidos | Inglês)

  • Em Busca do Tempo Perdido (À la recherche du temps perdu), de Marcel Proust (1913–27 | França | Francês)

  • Gargântua e Pantagruel (La vie de Gargantua et de Pantagruel), de François Rabelais (1532–34 | França | Francês)
  • Pedro Páramo, de Juan Rulfo (1955 | México |Espanhol)

  • Masnavi (مثنوی معنوی), de Rumi (1258–73 | Sultanato de Rum | Persa)
  • Os filhos da Meia-Noite (Midnight's Children), de Salman Rushdie (1981 | Reino Unido, Índia | Inglês)
  • O Pomar (Bustão), de Saadi de Xiraz (1257|Ilcanato, Pérsia | Persa)
  • Época de Migração para Norte (موسم الهجرة إلى الشمال, Mawsim al-Hijrah ilâ al-Shamâl), de Tayeb Salih (1966 | Sudão | Árabe)

  • Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago (1995 | Portugal | Português)
  • Hamlet, de William Shakespeare (1603| Inglaterra | Inglês)
  • Otelo (Othello, the Moor of Venice), de William Shakespeare (1609 | Inglaterra | Inglês)
  • Rei Lear (King Lear), de William Shakespeare (1608 | Inglaterra | Inglês)
  • Édipo Rei (Οἰδίπους Τύραννος), de Sophocles (430 a.C. | Grécia | Grego)
  • O Vermelho e o Negro (Le Rouge et le Noir), de Stendhal (1830 | França | Francês)
  • A Vida e Opiniões de Tristram Shandy (The Life and Opinions of Tristram Shandy, Gentleman), de Laurence Sterne (1760 | Inglaterra | Inglês)
  • A Consciência de Zeno (La Coscienza di Zeno), de Italo Svevo (1923 | Itália | Italiano)
  • As Viagens de Gulliver (Gulliver's Travels), de Jonathan Swift (1726 | Irlanda | Inglês)
  • A Morte de Ivan Ilitch (Смерть Ивана Ильича), de Liev Tolstói (1886 | Rússia | Russo)
  • Anna Karenina (Анна Каренина), de Liev Tolstói (1877 | Rússia | Russo)
  • Guerra e Paz (Война и мир), de Liev Tolstói (1865–1869 | Rússia | Russo)
  • As Aventuras de Huckleberry Finn (Adventures of Huckleberry Finn), de Mark Twain (1884 |Estados Unidos | Inglês)
  • Ramayana (रामायण), de Valmiki (séc. V a.C. - século IV a.C. | Índia | Sânscrito)
  • Eneida (Aeneis), de Virgílio (29–19 a.C. | Império Romano | Latim) 
  • Mahabharata (महाभारत), de Vyasa (sé. IX a.C. – século V a.C. | Índia |Sânscrito) 
  • Folhas de relva (Folhas de erva), de Walt Whitman (1855| Estados Unidos |Inglês)
  • Rumo ao Farol (To the Lighthouse), de Virginia Woolf (1927 | Reino Unido | Inglês
  • Mrs Dalloway, de Virginia Woolf (1925 | Reino Unido | Inglês)
  • 狂人日記 (=Diário de uma Senhora), de Lu Xun (1918| China| Chinês)
  • Memórias de Adriano (Mémoires d'Hadrien), de Marguerite Yourcenar (1951 | França/Bélgica | Francês)

quarta-feira, 9 de março de 2022

EXPOSIÇÃO NA BIBLIOTECA: "AS MAIORES CIENTISTAS DA BIOLOGIA, DA FÍSICA E DA MATEMÁTICA"

 


No Dia Internacional da Mulher, as turmas A e B do 10ºano, uniram-se para homenagear algumas das maiores cientistas, em áreas como a Biologia, a Física e a Matemática. Esta atividade, realizada no âmbito dos Projetos de Educação Sexual de turma, teve a preciosa colaboração da Biblioteca Escolar.






















































segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

ORTOGRAFÍADAS

 



REGULAMENTO

1. DEFINIÇÃO
As Ortografíadas são um concurso de exercícios ortográficos, dirigido aos estudantes de Língua Portuguesa do ensino básico do
Agrupamento de Escolas de Castelo de Paiva.

2. OBJETIVO
O principal objetivo das Ortografíadas é promover o gosto pela utilização correta da Língua Portuguesa.

3. CATEGORIAS
As provas disputar-se-ão em três categorias: - alunos do 1.º ciclo do EB;
- alunos do 2.º ciclo do EB;
- alunos do 3º ciclo do EB.

4. INSCRIÇÕES, SELECÃO DOS CANDIDATOS E APURAMENTO DOS VENCEDORES

4.1 As inscrições poderão ser realizadas presencialmente, na biblioteca, ou através do e-mail biblioteca-aecp@aecpaiva.pt. Deverão ser
feitas pelos professores de Português (2.º e 3.º ciclos) ou pelos professores titulares de turma (1.º ciclo).
As inscrições decorrem até ao dia 11 de fevereiro de 2022.

4.2 O concurso será constituído por duas fases nas seguintes datas:
- primeira fase: 22 de fevereiro de 2022:
- 1.º ciclo - em sala de aula;
- 2.º ciclo - 08.25H – na biblioteca;
- 3.º ciclo - 10.00H – na biblioteca;
- prova final: 3 de maio de 2022:
- todos os ciclos - 09.30H – na biblioteca.

4.3 A seleção de concorrentes admitidos à primeira fase é a seguinte:
- no caso do 1.º ciclo, serão admitidos os alunos dos 3.º e 4.º anos propostos pelos respetivos docentes;
- relativamente aos 2.º e 3.º ciclos, serão admitidos à primeira eliminatória cinco participantes de cada turma (selecionados pelo respetivo
professor de Português). Se o interesse demonstrado pela turma for significativo, poderá ser aceite um número superior de candidatos.

4.4 Serão apurados para a prova final os concorrentes que obtiverem pontuação igual ou superior a 90% na prova. No caso de nenhum
aluno atingir os 90%, serão selecionados, de cada nível de ensino, os 5 (cinco) alunos que tiverem obtido a melhor classificação.

4.5 Se, na final, se verificar algum empate que dificulte o apuramento dos primeiros classificados, estes serão seriados pelo total das
classificações obtidas nas duas eliminatórias.

5. PROVAS
5.1 As provas têm a duração de 30 minutos.
5.2 As provas serão resolvidas individualmente, em suporte de papel, e sem recurso a qualquer consulta.
5.3 As provas serão constituídas por exercícios de ortografia e de enriquecimento vocabular, sob a forma de itens de seleção e de
construção (acentuação, caça ao erro, completamento de espaços, escolha múltipla…). Adicionalmente, na prova final, haverá lugar
para um momento de ditado.
5.4 As respostas cuja caligrafia dificulte a sua compreensão serão consideradas incorretas.
5.5 Sempre que o aluno apresente duas respostas ao mesmo item, a resposta será também considerada incorreta.

6. COMUNICAÇÃO DOS RESULTADOS E PRÉMIOS
6.1 Serão tornadas públicas as classificações obtidas pelos concorrentes apurados para a fase final ou, no caso da final, as dos vencedores
(ordenados de acordo com a pontuação obtida).
6.2 Os resultados serão afixados na porta da biblioteca escolar e publicados online, através dos meios de difusão da BE.
6.3 Depois de afixados os resultados, os participantes poderão consultar as suas provas na biblioteca escolar.
6.3 Ao melhor concorrente de cada categoria será atribuído um prémio. Os finalistas receberão diplomas de participação.

Os 100 melhores livros de todos os tempos(Bokklubben World Library)

Em 2002, o Cube do Livro Norueguês organizou uma lista dos cem  melhores livros de todos os tempos, de acordo com as propostas de cem escrit...